O que é Espaço Arquitetônico?

O que é espaço arquitetônico

É a definição dada a um espaço diferenciado e modificado pela presença de uma ou mais edificações construídas. branche_architectuurTambém é denominado um espaço arquitetônico aquele que tem seus próprios significados culturais, emocionais e psicológicos.Um espaço arquitetônico pode promover assim, diferentes e diversas sensações num indivíduo.

Configurar espaços arquitetônicos adequados é o objetivo principal da arquitetura. Conseguem-se auxiliando-se de elementos arquitetônicos. Se potenciam apoiando na configuração do meio (urbanismo) ou recreando ditos elementos (artes decorativas).

É percebido quando penetramos uma edificação, seja por habitantes ou espectadores. O espaço arquitetônico tem seus próprios significados culturais, psicológicos e emocionais. Por exemplo, podemos dizer que existem espaços arquitetônicos religiosos. Este espaço produz uma sensação de reflexão ou introspecção dedicados e necessários à sua função. Portanto, um espaço arquitetônico pode promover diversas sensações num indivíduo tais como religiosidade, proteção, segurança.

É definido também como a junção entre massa e volume, constatada em várias escalas diferentes, pode ter função específica, semelhante ou agrupada.

Espaços arquitetônicos singulares são: os pórticos, hipetros, celas, pátios, atrios, naos, criptas, etc.

conceito de espaço arquitetônico ao longo da história tem estado submetido a uma contínua reflexão e revisão por profissionais como arquitetos e historiadores da arte, fazendo notar suas diversas formas de pensamento, a partir da tradição, da teoria e a cultura arquitetônica do momento do desenvolvimento da obra; influindo também os usos políticos e culturais do momento e tudo ao mesmo tempo influído pelas muitas tentativas de definição de espaço dentro do âmbito da filosofia, a ciência e a arte ao longo da História.

O conceito do espaço converteu-se numa criação histórica, e quanto à Idade Moderna refere-se, o edifício e o meio que lhe rodeia tem intervindo de uma maneira muito especial em seu conceito. Isto é, em sua dupla dimensão arquitetônica e urbanística.É importante as relações que se estabelecem entre si e com o meio que lhes rodeia, atuando como elemento decisivo na Idade Moderna para arquitetos e urbanistas à hora de projetar as suas obras. Assim o reconhecia já no Quattrocento Leon Battista Alberti, o primeiro grande teórico do Renascimento, quando indicava que “a rua resultaria mais bela se todos os pórticos feitos do mesmo modo e os edifícios destinados a moradias, bem alinhados a um e outro lado,e não mais um que outro....”(De Re Aedificatoria, 1450). Alberti, também reivindicava um vínculo entre o edifício e seu espaço exterior do que dependia a criação do espaço urbano. E esta ideia acabou fazendo parte de uma nova ideia de construção de cidade a partir dos séculos XV e XVIII.

5- Canteiro*Clique na imagem acima, para saber mais.

 

 

Deixe uma resposta