Arquivo da tag: big

Museu do Corpo Humano

01-hum-image-by-big-mir-01_original

Museu do Corpo Humano

 

Ficha Técnica

Arquitetura: BIG

Líder do Projeto: Gabrielle Nadeau

Coordenador do Projeto: Jakob Sand

Cliente: Ville de Montpellier

Arquiteto Local: A+ Architecture

Engenharia Estrutural + MEP: Egis Bâtiment Méditerranée

Paisagismo: Base

Consultor de Finanças: L’Echo

Consultor de Sustentabilidade: Celsius Environnement

Consultoria Acústica: Cabinet Conseil Vincent Hedon

Área: 7800.0 m²

Ano: 2018

14-hum-image-by-big-mir-10_original

Resumo

Museu do Corpo Humano

BIG foi anunciado como o vencedor do concurso internacional para a nova Cité du Corps Humain (Museu do Corpo Humano) em Montpellier.

Radicado na longa história médica da cidade, com a escola de medicina de renome mundial, que data do século X, o museu de 7800 m² busca “explorar o corpo humano a partir de um enfoque artístico, científico e social através de atividades culturais, exposições interativas, performances e oficinas”.

Seu projeto, guiado por oito formas ondulantes que “se costuram” para criar um espaço contínuo subjacente, serviram como mediador entre a natureza e a cidade, o Parque Charpak e a prefeitura da cidade de Montpellier. As impressionantes vistas, acesso de luz do dia e conexões internas serão reveladas pelo volume inconstante do museu.

15-hum-image-by-big-mir-11_original

“Como a mescla de duas substâncias incompatíveis – aceite e vinagre – o pavimento urbano e a grama do parque fluem juntos se abraçando mutuamente, formando bolsões em terraços com vistas para o parque, elevando ilhas de natureza acima da cidade. Uma série de pavilhões aparentemente singulares se costuram entre si para formar uma instituição unificada – como dedos individuais unidos em uma aderência mútua”, explica Bjarke Ingels.

A cobertura do museu funciona como um jardim ergonômico – uma paisagem vegetal e mineral dinâmica que permite aos visitantes explorar e expressar seus corpos de diversas formas – desde a contemplação à atuação, do relaxamento ao exercício.

As fachadas do Museu do Corpo Humano são transparentes, o que maximiza a conexão visual e física com o entorno. Na fachada sinuosa que oscila entre o Norte e Sul, Leste e Oeste, a orientação da gelosia varia constantemente, protegendo da luz solar enquanto se assemelha a padrões de uma impressão digital humana.

O júri, encabeçado pela prefeita da cidade, Sra. Hélène Mandroux, escolheu o BIG entre outras cinco equipes internacionais, pré-selecionadas, e elogiou o desenho do escritório por sua combinação de qualidades inovadoras, meio-ambientais e funcionais. O novo museu contribuirá ao rico patrimônio científico e cultural de Montpellier, que atrai a turistas, famílias, grupos de escolas, acadêmicos e amantes da arte.


Esse foi mais um dos Projetos apresentados no ALAC – Atelier Livre de Arquitetura Contemporânea. Um Curso gratuito que sempre está com inscrições abertas para estudantes e profissionais que buscam se atualizar.

Conheça: http://www.colegiodearquitetos.com.br/atelier-livre-de-arquitetura-contemporanea/