Arquivo da tag: niemeyer

Eduardo Knesse de Mello

Eduardo Kneese de Mello (São Paulo SP 1906 – idem 1994).

Eduardo Knesse de Mello Arquiteto. Em 1925, ingressa da Escola de Engenharia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, formando-se engenheiro-arquiteto em 1931. Ainda estudante abre um escritório de topografia com os colegas Oswaldo Bratke (1907-1997), Oscar Americano (1908-1974) e Clovis Silveira. Recém-formado, abre um escritório de arquitetura e construção, produzindo residências particulares até os anos 1940, quando passa a se dedicar exclusivamente aos projetos, desenhando edifícios comercias, residenciais, educacionais e de saúde, além de conjuntos habitacionais públicos e privados, dos quais se destacam: os Conjuntos Residenciais dos Institutos de Aposentadorias e Pensões dos Industriários (IAPI) (1947) edos Comerciários (IAPC) (1947, não construído) e o Conjunto Residencial Ana Rosa (1952), todos em São Paulo. Continue lendo Eduardo Knesse de Mello

Pérolas do Niemeyer

Pérolas do Niemeyer

O HUMOR É IMPRESCINDÍVEL À VIDA.

Este texto foi escrito antes de sua morte. Nós mantemos porque o próprio Niemeyer achou engraçado.

Pérolas do Niemeyer

Jovem aos 104 anos…


 

Mais uma prova de que a caduquice só ocorre para os que se negam a continuar vivendo normalmente. Vejam o que ele deixa em seu blog no twitter, pois há algumas perfeitas para começar a semana.

 

PÉROLAS DE OSCAR NIEMEYER (104 ANOS)

– Ganhei um convite para ver o filme da Bruna Surfistinha. Espero que seja MESMO um filme sobre surf. O filme da Bruna Surfistinha é uma apologia ao baixo meretrício e aos mais baixos instintos humanos. Mas pelo menos rolou uns peitinhos.

 

– Meu médico me proibiu de tomar vinho todos os dias. Sorte que ele não falou nada sobre Smirnoff Ice.

 

– Fui convidado para ver o pessoal do Comédia em Pé. Só não vou porque minha artrite não deixa ficar em pé muito tempo.

 

– Esse humor do Zorra Total já era antigo quando eu era criança.

 

– Linda, eu não vou a museus. Eu CRIO museus. Quer ir Ver uns museus?

 

– Sem sono e a fim de sair pro agito. Quem embarca?

 

– Existem apenas dois segredos para manter a lucidez na minha idade: o primeiro é manter a memória em dia. O segundo eu não me lembro.

 

– Ivete Sangalo me encomendou o primeiro trio elétrico de concreto armado do mundo. O pessoal aqui no escritório já apelidou de “Sangalão”. A proposta era fazer o “Sangalão” de madeira para ficar mais leve. Aí eu disse pra Ivete “Quer de madeira? chama um MARCENEIRO!”.

 

– Projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá foi como criar um lindo vaso de flores pra vocês usarem como PINICO.

 

– Caro Sarney: ser imortal na Academia Brasileira de Letras é mole. Quero ver é tentar ser aqui fora!

 

– Nunca penso na morte, NUNCA. Vou deixar para pensar nisso quando tiver mais idade.

 

– Perto de mim Justin Bieber ainda é um espermatozóide.

 

– Odeio praias lotadas aos domingos. Não dá pra surfar direito, é o maior crowd.

 

– Brasília nunca deveria ter sido projetada em forma de avião. O de camburão seria mais adequado. Na verdade quem projetou Brasília foi Lúcio Costa. Eu fiz uns prédios e avisei que aquela merda não ia dar certo. Sim, ela é aquele avião que não decola NUNCA. Segundo a Nasa, Brasília é inconfundível vista do espaço.

 

– Duro admitir, mas atualmente Marcela Temer é o monumento mais comentado de Brasília.

 

– Todos ficam falando Zé Alencar é isso, Zé Alencar é aquilo. Mas quem fez Pilates e caminhou na praia hoje? EU!

 

– O frevo foi criado há 104 anos. Ou seja: só tive um ano de sossego desse pessoal pulando de guarda-chuvinha.

 

– Segredo da Longevidade 48: Não viva cada dia como se fosse o último. Viva como se fosse o primeiro.

 

– Na minha idade, a melhor coisa de acordar de madrugada para ir ao banheiro é ter acordado.

 

– Alguns homens melhoram depois dos 40. E eu mesmo só comecei a me sentir mais gato depois dos 90.

 

– Queria muito encontrar um emprego vitalício. Só pra garantir o futuro, sabe… Andei Comprando apostilas para Concurso do Banco do Brasil. Não quero viver de arquitetura o resto da vida.

 

– Foi-se o John Herbert, 81 anos. Essa molecada da área artística se acaba rápido demais.

 

– Só me arrependo de UMA coisa na vida: de não ter cuidado melhor da minha saúde para poder viver mais.

 

– São Paulo mostrou ao Brasil como se urbanizar com inteligência: basta fazer o exato contrário do que aconteceu lá.

 

– Fato: o meu edifício Copan aparece em 50% dos cartões postais de São Paulo. DE NADA.

 

– A quem interessar possa: eu NÃO estive presente na fundação de São Paulo há 457 anos. Na verdade eu não fui nem convidado.

 

– Se eu projetasse a casa do Big Brother os participantes iriam brigar pra ver quem saía PRIMEIRO.

 

– A vida é um BBB e eu quero ser o último a sair!.